Empresários do comércio conhecem equipamento que dá fim ao lixo orgânico e o transforma em energia renovável

Atenta às novas exigências da Lei de Resíduos Sólidos na capital, implantada neste ano pela Prefeitura Municipal de Cuiabá e que tem acarretado no aumento de despesas para classe empresarial, a diretoria do Sindicato da Habitação de Mato Grosso (Secovi-MT) e o coordenador do Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade da Fecomércio-MT (Cetur MT), Luis Fernando Medeiros, trouxeram o representante da HomeBiogas no Brasil, Leandro Toledano, para apresentar alternativas inovadoras e de sucesso na destinação do lixo orgânico, contribuindo, assim, com a economia dentro das empresas e com o meio ambiente.

O evento ocorrido na sede da Fecomércio-MT, nesta quarta-feira (08) reforçou, segundo Toledano, a necessidade dos municípios em começarem a implantar uma metodologia de gestão do que se produz, dos resíduos orgânicos. “Não tem mais espaço no mundo para falarmos em aterros e lixões. Então o que fazer com os resíduos que sobram?”, questionou.

Trata-se um equipamento portátil que transforma resíduos orgânicos em biogás e fertilizante líquido, o que pode dar uma destinação útil, sustentável e econômica para o resíduo produzido em estabelecimentos comerciais. Em Mato Grosso, um restaurante no município de Primavera do Leste (237 km de Cuiabá) foi o primeiro do mundo a instalar um sistema integrado, com seis equipamentos, nesta semana.

De acordo com Toledano, o gás produzido será utilizado na cozinha do próprio restaurante, enquanto o fertilizante líquido irá para a área rural dos proprietários do restaurante. Ele explica também que apenas um sistema já reduz até seis toneladas de emissão de gás de efeito estufa por ano e, com a diminuição do lixo destinado a aterros, caem também os gastos com transporte e espaço nos lixões, bem como o equipamento é aplicável na solução de sistemas de saneamento básico.

Para o presidente do Secovi-MT, Marco Pessoz, essa inovação tecnológica deve ser implantada, pois traz resultados fantásticos às empresas. “Transformar lixo orgânico em gás de cozinha torna-se muito rentável, contribuindo com a redução de despesas das empresas. Acredito que esse equipamento será um sucesso e a Fecomércio-MT sai na frente ao apoiar essa ação na capital do estado”, afirmou.

Guilherme Verdum é presidente do Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Várzea Grande (SHOBRESVAG) e afirmou, na ocasião, que a iniciativa é uma solução bem pontual, onde o empresário pensa sempre na redução de custo. “Todas as empresas produzem lixo orgânico e a solução apresentada por Toledano possibilita reduzir os custos operacionais das empresas, trazendo um impacto positivo em todas elas”.

HomeBiogas

O homeBiogas foi criado e desenvolvido por uma empresa israelense em 2011. Desde o seu lançamento, já forma instalados mais de 1.000 equipamentos em mais de 100 países no mundo todo, sendo usada também por empresas privadas.

Para conhecer mais sobre o equipamento e/ou desejar instalá-lo em seu estabelecimento comercial, basta entrar em contato pelo e-mail contato@homebiogas.com.br, ou telefone (11) 96021-5597.